A província do Espírito Santo – Parte I

Publicado por 65 0 comentários

O Brasil é maior país da porção sul do continente americano. O sistema político do país é a federação, ou seja, cada unidade (estado) possui autonomia política e econômica. São 27 ao todo, dos quais uma compreende o Distrito Federal que é a sede a capital brasileira. Cada estado possui, por sua vez, uma capital, que é a sede administrativa e política desta unidade.

Mas responda você que nunca veio aqui: Qual a capital do Espírito Santo?

Umas das unidades federativas é o estado do Espírito Santo localizado na região sudeste do país que possui uma área de aproximadamente 46 mil quilômetros quadrados, correspondendo a 0,54% do território nacional. 78 municípios, dos quais, Vitória é a capital. Uma população de quase quatro milhões de pessoas e possuindo o 13° maior PIB estadual. Dentre outras informações importantes sobre o estado.

Voce conhecia tais informações? Sabe o porque do estado não ser muito conhecido?

A história sempre foi desfavorável para federação, impedindo que a economia capixaba acompanhasse o desenvolvimento dos estados vizinhos. Mas isso não significou uma economia estática, mas que evoluiu de maneira lenta. Nos últimos anos, o governo, iniciativas privadas e não governamentais têm o crescimento econômico e social como bandeira de seus trabalhos.

As recentes descobertas de petróleo e gás, as atividades de grandes empresas no ramo metal-mecânico, o crescimento dos pólos de confecções, de rochas ornamentais, celulose e diversos produtos primários impulsionam o mercado capixaba. Estimulando, inclusive, setores como os de imóveis e de comércio.

Existe um plano do governo estadual denominado ES2025. Esse plano é uma série de metas a serem alcançadas até o ano de 2025. Para isso o plano lista diversas ações a serem implementadas e alcançar os demais estados no ritmo de desenvolvimento econômico e auxiliar nos bons resultados do Brasil.

Mas alguns pontos são desconsiderados deste plano e um grave problema impede e continuará impedindo este estado crescer de maneira sustentável. A própria sociedade, e o poder público.

O que existe aqui?

O povo se orgulha de uma característica que pouquíssimos estados possuem, existência de grande extensão de belas praias, dunas, praias desertas, de nudismo, ilhas. Ao lado de regiões frias, montanhas, rios e lagos. Um clima altamente agradável e que atende aos mais variados tipos de gosto. Diversas culturas, imigração alemã, italiana, japoneses, coreanos, espanhóis, portugueses e civilização indígena.

Mas responda você que nunca veio aqui: Qual cidade você conhece?

Provavelmente a cidade de Guarapari. Uma cidade que possui belas praias sem dúvidas, mas que desculpem os moradores, não vem a ser as melhores e nem as únicas. Isso se deve a uma serie de falhas: falta de divulgação de outros locais; falta de infra-estrutura de pontos alternativos; falta de interesse do governo; e falta de conhecimento dos próprios capixabas.

Os mesmos habitantes costumam dividir o ES em duas regiões: Grande Vitória e Interior. A primeira região é composta oficialmente por sete cidades, mas que somente três podem ser apontadas como contribuintes para a massa econômica da região. As cidades do interior abrigam uma quantidade consideráveis de pontos turísticos, mas são classificados pelos próprios capixabas como “roça”.



Daniel Simões Coelho

Economista, servidor público federal, especialista em gestão pública.

Leia todos os artigos de Daniel Simões Coelho

Contato: http://academiaeconomica.com/contato

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os comentários serão publicados automaticamente, mas deletados quando ofensivos, ilegais ou spans. *